Policial

‘Não bebi nada’, diz motorista que atropelou 15 pessoas em Itapuã

NeyBarbosa
Escrito por NeyBarbosa

Segundo delegado, o empresário será ouvido e liberado.

O empresário Ubiratan de Oliveira, 45 anos, se apresentou na tarde desta segunda-feira (22) na 12ª Delegacia (Itapuã) para prestar depoimento sobre o atropelamento de 15 pessoas na noite de sábado. “Eu não bebi nada”, afirmou ele, ao chegar na unidade, acompanhado pelo advogado. Segundo o delegado Antônio Carlos Magalhães, titular da 12ª, o empresário será ouvido e liberado. Ele deve responder por omissão de socorro e lesão corporal.

Mais cedo, o delegado afirmou que esperava que Ubiratan se apresentasse. “O condutor do outro veículo disse que ele vinha em zigue zague e atropelou as pessoas que estavam no ponto. 15 pessoas já vieram na delegacia prestar queixa por terem ficado feridas”, explicou.

A mulher que estava de passageira no carro com Ubiratan também deve ser ouvida ainda hoje na delegacia.

Segundo dados do Sistema de Consulta da Situação de Veículos do órgão, o veículo é de propriedade da B12 Comercial de Alimentos e Bebidas que é conhecida como Mad Dog e estava alugado para a Ubiratan desde setembro do ano passado. O dono da marca, que pediu para não ter o nome divulgado, informou que o veículo estava com Ubiratan desde setembro. Na manhã desta segunda, ele na companhia do advogado de defesa, esteve na delegacia para prestar depoimento.

Ainda de acordo com ele, Ubiratan é dono de uma outra empresa de bebida, a Nick Bira, que revende os energéticos. O acusado era conhecido pelos colegas de trabalho com um homem tranquilo. “Como ele já era conhecido por essa galera que revende bebida nós, então, alugamos. O contrato é claro e diz que a responsabilidade civil e criminal é de quem aluga. Não entedemos o motivo dele “, pontua o empresário.

O dono da Mad Dog disse ainda que, depois do acidente, nenhum carro da empresa será plotado. “É um empresa baiana que ralou para consolidar a marca. Temos medo de que tudo isso possa ser negativo”, desabafa. O delegado afirmou que a empresa não deve responder criminalmente pelo ocorrido.

O veículo Mitsubishi Pajero (placa JPT 2704) tem cinco multas registradas no Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) – todas por trafegar em vias com velocidade 20% acima do limite permitido. O dono do carro afirmou que não tinha conhecimento sobre as multas. “Eu não sabia dessas multas porque na página da Transalvador não aparece nada”, finalizou.


Fonte: Correio 24h
Por: Milena Teixeira
Foto: Reprodução/TV Bahia & Betto Jr/CORREIO

Sobre o autor

NeyBarbosa

NeyBarbosa

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: