Resíduos Orgânicos

Câmara Municipal paulista aprova mudança na Lei sobre reciclagem de lixo orgânico compostável

Escrito por NeyBarbosa

O dia 29/09 foi um marco importante na luta por uma São Paulo mais sustentável.

A Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente da Câmara Municipal de São Paulo aprovou a lei que declara obrigatoriedade da reciclagem progressiva dos resíduos sólidos orgânicos compostáveis, como forma de destinação final ambientalmente adequada, sendo proibida a destinação dos mesmos para aterros sanitários e incineradores.

O projeto ainda autoriza a administração municipal a criar programas destinados à orientação da comunidade para as novas diretrizes relacionadas às ações responsáveis dos destinos dos resíduos orgânicos compostáveis, além de obrigar os grandes geradores privados, como supermercados, shoppings e restaurantes a reciclarem os seus resíduos orgânicos produzidos.

O PL 410/2019 ainda deve passar por outras 3 comissões, antes de ir para plenário e posterior sanção do prefeito. Mas já é um grande avanço para os paulistas.

Só no ano de 2020, a cidade de São Paulo produziu 5,7 milhões de toneladas de resíduos orgânicos, sendo que 98% foram enviados para os aterros sanitários.

Em tempo:

Lauro de Freitas precisa avaliar o que está sendo feito com os resíduos orgânicos no município e o Projeto Adubar está chegando com a proposta de mudar esta realidade.

Sobre o autor

NeyBarbosa

Jornalista RPJ/DRT n.° 0006098
(71) 98423-7270
-----------------------------
https://orcid.org/0000-0002-6389-2953
http://lattes.cnpq.br/8038182463254486
https://chat.whatsapp.com/COsCMosyva1JABdeM0veKc
https://t.me/mundojornalismo
-----------------------------
"Não deixe as coisas que você não pode fazer, impedí-lo(a) de fazer as coisas que você pode!"
(John Wooden)

Deixe um comentário

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: