728X90 SERASA EXPERIAN
Saúde

Lauro de Freitas é o primeiro município da Bahia a ter Farmácia Viva no modelo do MS

NeyBarbosa
Escrito por NeyBarbosa

Pioneiro na Bahia, Lauro de Freitas lançou, nesta quarta-feira (26). o projeto “Farmácia Viva”, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Faculdade Unime.

O município é o primeiro da Bahia, a ter o projeto aprovado, nos moldes proposto pelo Ministério da Saúde (MS). 

O secretário Municipal de Saúde, Erasmo Moura, destacou a importância do resgate do uso de plantas medicinais, no tratamento de algumas patologias. “A flora do nosso município é muito rica e é bom ter um projeto que possa usufruir desta flora e orientar os nossos munícipes, no uso correto de cada planta”, destacou.

A farmacêutica Tayara Barreto apresentou as etapas de produção dos fitoterápicos, do projeto e seus fluxos, até a dispensação, que será realizada nas farmácias da rede de Atenção Básica do município. O Horto Municipal de Plantas Medicinais será implantado na Unidade Básica de Saúde da Família Caji Vida Nova, onde será realizada uma capacitação sobre o processo de cultivo e melhoramento.

O superintendente de Atenção Básica do município, Hadson Namour, explicou que, a Farmácia Viva, estava prevista na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares e na Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos preconizada pelo MS. “A implementação do projeto aumenta o leque do município, no que diz respeito à promoção da saúde”, afirma. 

A manipulação dos fitoterápicos será realizada na UNIME, através do convênio de cooperação técnica. O local dispõe de amplo parque tecnológico e especialista na área de fitoterápicos, permitindo a produção de insumos e produtos finais de excelência. 

Feliz com a parceria, a coordenadora do Curso de Farmácia da Unime, Ana Tereza Cerqueira, ressaltou que essa é mais uma oportunidade de inserir os alunos, no processo dos fitoterápicos, através da Farmácia Escola. “Nós tínhamos aqui uma indústria farmacêutica, que hoje está incorporada a Farmácia Escola, para atendimento à comunidade Unime/Lauro de Freitas. É de lá que vamos produzir esses fitoterápicos”, concluiu. 

O projeto foi elaborado e submetido pelas farmacêuticas Talita Barbosa, e Tayra Barreto, e pela farmacêutica da SESAB e professora da Unime Mayara Queiroz, que iniciaram o projeto em julho de 2017 com o Chá Educativo, um bate-papo sobre fitoterápicos, realizado em 11, das 14, Unidades Básicas de Saúde da cidade.

Para Mayara Queiroz, estas ações favorecem a promoção da saúde no município, com o uso do recurso terapêutico fitoterápico. Ela também ressaltou a importância da participação do Conselho Municipal de Saúde, neste processo e na aprovação das contas de aplicação dos recursos.


Por: Angélica Moreira 
Fonte: ASCOM

Sobre o autor

NeyBarbosa

NeyBarbosa

Jornalista RPJ/DRT n.° 0006098
(71) 98423-7270
-----------------------------
https://orcid.org/0000-0002-6389-2953
http://lattes.cnpq.br/8038182463254486
https://chat.whatsapp.com/COsCMosyva1JABdeM0veKc
https://t.me/mundojornalismo
-----------------------------
"Não deixe as coisas que você não pode fazer, impedí-lo(a) de fazer as coisas que você pode!"
(John Wooden)

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: