Meio Ambiente

Moema Gramacho anuncia intervenções nos rios Joanes e Ipitanga

WhatsApp Image 2017 08 15 at 19.37.15 640x430
NeyBarbosa
Escrito por NeyBarbosa

Responsável por 40% do abastecimento de água de Salvador e de toda Região Metropolitana, a bacia dos rios Joanes e Ipitanga receberão, a partir de 2018, intervenções integradas de manejo de águas pluviais e seus afluentes. A obra, já licitada, foi projetada na segunda gestão da prefeita Moema Gramacho em Lauro de Freitas e será executada pala Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) com recursos orçados em mais de 180 milhões de reais, originados do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

WhatsApp Image 2017 08 15 at 19.37.15 640x430

As intervenções foram anunciadas pela gestora, durante reunião com representantes da Sociedade Amigos do Loteamento Vilas do Atlântico (Salva), na tarde desta terça-feira (15). O projeto propõe a criação de seis Reservatórios de Amortecimento (RA), em locais estratégicos. Também, chamados de bolsões ou piscinões, os RAs funcionam dando suporte à vazão das águas, em tempos de chuvas intensas, ou seja, a estrutura acumulará, temporariamente, as águas pluviais, com a função de amortecer a vazão de cheias e reduzir os riscos de inundações.

A prefeita explicou que estes locais servirão de espaço de lazer em tempos de estiagem. Dentre outros benefícios dos Reservatórios, estão a facilidade de limpeza – os sedimentos e o lixo carreados pelas águas de chuva, acabam concentrados em um único ponto – e a redução de custos de canalização da vazão das águas. Assim, como acontece em algumas cidades do país que utilizam o sistema RA, nas épocas onde há menos incidência de chuvas, as estruturas servirão de quadras esportivas ou praças.

As intervenções também ocorrerão no trecho entre a segunda ponte da Estrada do Côco e sua foz no Rio Joanes, que será desassoreado, ampliando a seção do Rio Ipitanga. Macrodrenagens serão implantadas nos canais Caji, Jardim dos Pássaros, Santa Júlia, Jaraguá, Horto, Japonês, Lagoa dos Patos, Fazendão e Xangô Oxalá.

Os representantes da Salva apresentaram uma pauta de propostas e reivindicações e solicitaram o agendamento de reuniões mensais com a gestora e secretários. Durante a reunião, ainda foram tratados assuntos ligados aos grandes projetos que estão em implantação na cidade, a exemplo do metrô, Hospital Metropolitano, Via Metropolitana, requalificações das praias, ciclovias, calçadão de Vilas, esgotamento sanitário, shopping, transporte e câmeras de videomonitoramento.

A utilização do Vilas Tênis Clube, como ferramenta do Projeto Cidade Educadora, recebeu manifestações de apoio dos participantes. “Saímos entusiasmados com tudo que ouvimos. As propostas para Lauro de Freitas são excelentes”, ressaltou o coordenador da Salva, Márcio Costa.


ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas
Fonte: burburinhonews.com

 

Sobre o autor

NeyBarbosa

NeyBarbosa

Jornalista RPJ/DRT n.° 0006098
(71) 98423-7270
-----------------------------
https://orcid.org/0000-0002-6389-2953
http://lattes.cnpq.br/8038182463254486
https://chat.whatsapp.com/COsCMosyva1JABdeM0veKc
https://t.me/mundojornalismo
-----------------------------
"Não deixe as coisas que você não pode fazer, impedí-lo(a) de fazer as coisas que você pode!"
(John Wooden)

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto:
/* ]]> */