Big Banner Plamev
Economia

Restrições causadas pela pandemia desafiam mercado de cerveja artesanal da Bahia

NeyBarbosa
Escrito por NeyBarbosa

A Campanha “Cerveja Artesanal da Bahia, compre essa ideia!” pretende promover as cervejarias que estão atendendo por delivery para minimizar os prejuízos

Uma das bebidas mais consumidas no Brasil, a cerveja, tem ganhado destaque com a variação artesanal. Na Bahia, o reflexo desse consumo foi registrado no Anuário da Cerveja, um estudo publicado anualmente pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que apontou o aumento de 68% no número de microcervejarias instaladas entre 2018 e 2019 (último ano do relatório), se destacando como o 9° estado com o maior número de empresas desse segmento no Brasil. “Este crescimento revela uma vocação nacional para a produção de bebidas artesanais e o Sebrae tem contribuído para o fortalecimento deste segmento por meio dos seus projetos de atendimento coletivo dedicado ao setor de indústria”, afirma Edicarlos Moreira, analista técnico da Coordenação de Indústria do Sebrae Bahia.

Na Bahia, já são mais de 25 cervejarias entre as que tem parque fabril e as ciganas, que produz em planta de terceiros. Seguindo o crescimento, o País alcançou, somente em 2019, a marca histórica de 1.209 cervejarias registradas em 26 Unidades da Federação, 320 novos estabelecimentos em relação ao ano anterior.

Apesar da maior concentração de cervejarias nos estados do Sul e Sudeste, alguns estados do Nordeste do país, como Rio Grande do Norte, Alagoas e Bahia, apresentam crescimentos notáveis. O relatório completo do Anuário da Cerveja pode ser conferido neste link:

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/inspecao/produtos-vegetal/publicacoes/anuario-da-cerveja-2019

De olho no cenário de constante crescimento deste segmento, o Sebrae Bahia tem atuado de forma constante no fomento de estratégias para a melhoria do ambiente de negócios, estabelecendo também parceria com outras instituições para garantir a sustentabilidade dos negócios.

“Por meio de soluções para melhoria da gestão, produtividade e do ambiente de negócios, temos nos tornado relevantes para este crescimento. Recentemente, um grupo de empresários proprietários de fábricas instaladas em solo baiano, com o apoio do Sebrae, em parceria com o CIEB/FIEB, instituiu o primeiro Núcleo de Microcervejarias da Bahia (CERVBAHIA). Uma organização, similar à uma associação, que vai representar o segmento em pleitos comuns ao ambiente de negócios que estão inseridos”, complementa Moreira.

Desafios na pandemia

Assim como em outros setores, o de bebidas também sofreu grande impacto da crise causada pela pandemia de COVID-19, fator que fez agravar a situação financeira e comercial destas empresas. Somado aos decretos estaduais vigentes que proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas nos finais de semana, o fechamento de bares e restaurantes (principais clientes das cervejarias) representa hoje um grande desafio na gestão desses negócios. “Assim como outros setores, as microcervejarias baianas lutam também para sobreviver. Depois de um período de grandes avanços, o segmento está ameaçado de retroceder com o encerramento das atividades de fábricas locais e alguns pontos especializados em venda de cerveja artesanal, além da proibição, lógica, de realização de eventos. É duro ver tudo isso morrer na praia. Precisamos, mais uma vez, unir esforços para reagirmos e sobrevivermos a essa crise, que vai passar, lamenta Isabela Casales, organizadora do Projeto Beba Local Bahia e sócia da Casulo Projetos.

Estímulo às vendas

Diante deste cenário, o Sebrae Bahia irá apoiar uma campanha realizada pelo projeto Beba Local Bahia, incentivando a compra de cervejas artesanais baianas para valorização do produto local. A campanha pretende alavancar as vendas das cervejarias participantes, aumentando também a visibilidade das marcas baianas frente a um público consumidor cada vez mais crescente.

A campanha “Cerveja artesanal da Bahia, compre essa ideia”, visa estimular que o consumidor escolha cerveja artesanal produzida aqui na Bahia, para consumir em casa, assim ele apoia o comércio local, valorizando a nossa economia e ajuda na manutenção dos pequenos negócios.

“Para manter viva a cena cervejeira local, o apoio do consumidor é de extrema importância em um momento de crise como esse. E nem precisa sair de casa para comprar. Enquanto não podemos ir aos bares e restaurantes favoritos, peça através do delivery. Veja lista e contatos das cervejarias baianas participantes por meio do perfil no Instagram do @bebalocalbahia”, complementa Casales.


<

p style=”font-weight: 400;”>Por: Agência Sebrae
Fotos do Evento oficial das cervejarias artesanais da Bahia em 2019, por Soraia Carvalho

Sobre o autor

NeyBarbosa

NeyBarbosa

Jornalista RPJ/DRT n.° 0006098
(71) 98423-7270
-----------------------------
https://orcid.org/0000-0002-6389-2953
http://lattes.cnpq.br/8038182463254486
https://chat.whatsapp.com/COsCMosyva1JABdeM0veKc
https://t.me/mundojornalismo
-----------------------------
"Não deixe as coisas que você não pode fazer, impedí-lo(a) de fazer as coisas que você pode!"
(John Wooden)

Deixe um comentário

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: