Questões Raciais

SAMBA DA MINHA TERRA – Sons da consciência negra

Escrito por NeyBarbosa

O programa não esquece que o Dia da Consciência Negra

Às vésperas de mais um dia 20 de novembro, Samba da Minha Terra traz os sons da consciência e da resistência dos negros brasileiros.

A data – que coincide com a morte de Zumbi dos Palmares, em 1695 – serve de reflexão sobre a violência e a desumanidade que levaram à diáspora africana, à vergonhosa escravidão e à dificuldade de igualdade racial no Brasil.

Como nossos sambistas também são cronistas e historiadores de seus tempos, vamos nos guiar por suas lembranças, denúncias e cobranças de cidadania plena nos dias de hoje.

O programa não esquece que o Dia da Consciência Negra também celebra as riquezas da cultura, da religiosidade e dos costumes que saíram lá da África para se reproduzirem e se transformarem em novas culturas, religiosidades e costumes em várias partes do mundo.

MÚSICAS

Filho de rei (Mateus Aleluia), com Mateus Aleluia e Fabiana Aleluia
Cordeiro de Nanã (Mateus Aleluia e Dadinho), com Os Tincoãs
Deixa a gira girar (Mateus Aleluia), com Os Tincoãs
Olorum (Mateus Aleluia), idem
Salvador, negro amor (Sérgio Guerra e Péri), com Mateus Aleluia
Sou quilombola (domínio público)
Brechtiana (Nei Lopes), idem
Continente negreiro (Nelson Sargento e Marreta), com Tantinho da Mangueira
Nosso nome, resistência (Nei Lopes, Zé Luiz e Sereno), com Nei Lopes
A epopeia de Zumbi (Nei Lopes), idem
Heróis imortais (Artur Senna, Breno Alves e Vinícius de Oliveira), com Filhos de Dona Maria
Zumbi (Jorge Ben Jor), idem
Zé Tambozeiro (Candeia), com Clementina de Jesus e Candeia
Nobre folia (Anderson Cunha), com grupo Sertanília
Axé Aruanda (Kadu Nascimento e Vinícius de Oliveira), Tem tambor para tocar (Artur Senna, Dinho Braga e Nego Bom) e Bambeia malungo (Amílcar Paré, Artur Senna, Khalil Santarém e Vinícius de Oliveira), com grupo Filhos de Dona Maria
Lutar é preciso (Olodum), idem
Ao povo em forma de arte (Nei Lopes e Wilson Moreira), com Roberto Ribeiro

Sonoplastia – Tony Ribeiro
Apresentação e pesquisa – José Carlos Oliveira

Acompanhe a riqueza poética e melódica do ritmo mais popular do Brasil. Quadros especiais destacam as letras mais requintadas, inovadoras ou significativas, as entrevistas históricas e os espaços dedicados ao samba em todo o país, todo domingo, ao meio-dia. Conecte-se com a Portal de Lauro FM!


Fonte: Rádio Câmara

Sobre o autor

NeyBarbosa

Jornalista RPJ/DRT n.° 0006098
(71) 98423-7270
-----------------------------
https://orcid.org/0000-0002-6389-2953
http://lattes.cnpq.br/8038182463254486
https://chat.whatsapp.com/COsCMosyva1JABdeM0veKc
https://t.me/mundojornalismo
-----------------------------
"Não deixe as coisas que você não pode fazer, impedí-lo(a) de fazer as coisas que você pode!"
(John Wooden)

Deixe um comentário

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: